“Jovem carioca de talento preciso, Aline Lessa é uma musicista nata, compositora e cantora. Por seis anos, escreveu canções para sua primeira banda, Tipo Uísque, com a qual lançou os EP’s “Afague” e “Home”, lançados pela gravadora Som Livre. Juntos se apresentaram desde pequenas casas cariocas até o imenso palco do Lollapalooza Brasil; de programas de TV até o impressionante festival SXSW, nos EUA, conquistando um público fiel.

A partir de 2014, começou a trabalhar em canções diferentes do rock alternativo de sua antiga banda, se entregando às influencias caseiras e serestas que ouvia com seu pai. A estas, uniu seus estudos de violino e piano, além da participação em corais, para dar à luz seu primeiro álbum solo, auto-intitulado e em português.

A produção é assinada pela cantora e por Elisio Freitas (produtor e guitarrista do disco “Porquê da Voz”, de César Lacerda) nas 10 canções presentes no registro, mostrando um repertório homogêneo e confessional. Pode-se dizer ainda que é um disco de amor, não diretamente a uma pessoa, mas sobre o impacto do amor em sua vida.

A realidade é que o caminhar fora da nova MPB brasileira diferencia Aline na multidão e isso só acontece porque a jovem não tenta emular alguma sonoridade ou cantora, mas apenas tocar o ouvinte com suas palavras, voz e melodias, transformando sentimentos em música, dor em poesia e vivência em arte.”

Marcos XI